União Europeia depositou no passado dia 26 de Novembro junto do Director-Geral da OMPI – Organização Mundial para a Propriedade Intelectual - o seu instrumento de adesão ao Acto de Genebra do Acordo de Lisboa.

Com a adesão da União Europeia, o Acto passa a estar em vigor, permitindo a protecção internacional de Indicações Geográficas, a juntar às Denominações de Origem. As IG’s designam e identificam um produto originário nesse local ou região, que possui uma determinada qualidade, reputação ou outras características que lhe podem ser atribuíveis. São exemplo de Indicações Geográficas a Alheira de Mirandela, o Borrego de Montemor-o-Novo, o pastel de Tentúgal,  a Poncha da Madeira, a Meloa de Santa Maria (Açores) ou os Citrinos do Algarve.

Esteve presente na cerimónia o Comissário da União Europeia para a Agricultura, tendo-se Portugal feito representar pela Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação e o Representante Permanente de Portugal junto da NUOI. Na ocasião foram expostos produtos de IG’s, incluindo vários de proveniência nacional.

  • Partilhe